quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Urucungo e o Corpo



A pesquisa Urucungo esta sendo realizado no projeto REGISTRO GERAL. e a busca por um momento performático no corpo conta com a presença da mascára africana, como um ponto de ligação entre a África e o corpo negro brasileiro/alagoano e com uma mascára de tortura que liga o corpo negro brasileiro a mudança de sentido da permanencia da máscara.
Meu corpo esta em fase de esperimento, tenho posto não muitas informações, mas sim ações corporais, durante o processo me perdi do meu corpo e tive que regressar, fui por parte como sugeriu Charlene, e agora estou tentendo entender-me comigo mesmo, minha máscara e as mascrasa de mim.
Durante a apresentação no dia 28 de jeneiro de 2010, para um grupo seleto muitas foram os questionamentos e entre as criticas e os elogios eu fico com os elogios para saber que estou num caminho e as criticas para continuar minha busca.
Nesse mesmo dia fiquei sabendo o nome da máscara de tortura, Folha de flandres, e encontrei na net falando o seguite;
Folha-de-Flandres é o nome de uma máscara utilizada durante o período da escravidão do Brasil, período manchado pela coerção exercida sobre seres humanos provenientes do continente africano que eram transformados em mercadorias e obrigados a trabalhar para a manutenção da própria vida.O escritor Machado de Assis, em seu conto “Pai contra Mãe”, relata que:


"a máscara fazia perder o vício da embriaguez aos escravos, por lhes tapar a boca. Tinha só três buracos, dois para ver, um para respirar, e era fechada atrás da cabeça por um cadeado. Como o vício de beber, perdiam a tentação de furtar, porque geralmente era dos vinténs do senhor que eles tiravam com que matar a sede, e aí ficavam dois pecados extintos, e a sobriedade e a honestidade certas. Era grotesca tal máscara, mas a ordem social e humana nem sempre se alcança sem o grotesco e alguma vez o cruel".







3 comentários:

  1. A medida que fazemos algo, uma ação e articulamos isso com algum resgistro, o poder de reflexão, de discussão se torna maior. Agora eu consigo enxergar um pouco mais do teu trabalho, imagine quando eu tiver a oportunidade de ver tbm. Por isso tudo o que vc tiver de urucungo coloque em seu blog, ele será seu diário virtual.

    ResponderExcluir
  2. Olá meu caro amigo Denis! Admiro muito você e seu trabalho. Para mim é muito difícil fazer o que você e vocês fazem! Encontro-me muitas vezes perdido na busca dessas verdades em que você imprime em seus relatos e superar tais dificuldades como vem fazendo com tal destreza. De longe venho acompanhando os trabalhos de alguns de vocês, sempre com um olhar muito carinhoso pois sei o quanto é difícil admitir erros e demonstrar-mos nossas fraquezas.
    E posso sinceramente meu caro afirmar que vejo em você essas superações. Parabéns!

    ResponderExcluir